A Oi S.A. divulgou uma nova versão do plano de recuperação judicial, aprovada pelo conselho de administração, em meio a extensas negociações com seus principais credores e stakeholders. O plano visa a reestruturação das dívidas, a sustentabilidade a longo prazo e a continuidade das atividades da companhia. Entre as medidas propostas estão a equalização do passivo financeiro, a captação de uma dívida extraconcursal, a prospecção de novos recursos e a reestruturação de créditos de fornecedores. A companhia continua em negociações com os credores em busca de um acordo de suporte ao plano, sujeitando a nova versão do plano a essas negociações. A companhia também celebrou acordos de confidencialidade com determinados detentores de notas e titulares de créditos, compartilhando informações materiais não públicas.