A Companhia Brasileira de Distribuição protocolou junto à CVM um pedido de registro automático de distribuição de oferta pública de 140 milhões de ações ordinárias, com esforços de colocação no exterior. A oferta, a ser realizada no mercado de balcão não organizado, contará com a coordenação de cinco instituições, incluindo o Banco Itaú BBA e o Banco J.P. Morgan. A realização da oferta, aprovada pelo conselho de administração, inclui a exclusão do direito de preferência dos atuais acionistas. O preço por ação será fixado após o procedimento de coleta de intenções de investimento, a ser realizado no Brasil e no exterior. A oferta não será destinada aos detentores de certificados de depósito de valores mobiliários da Companhia emitidos nos Estados Unidos. A quantidade de ações ofertada poderá ser acrescida em até 100% em razão da possibilidade de colocação de ações adicionais. A oferta será destinada exclusivamente a investidores profissionais, com prioridade de subscrição aos acionistas. A realização da oferta, mediante aumento de capital, será aprovada em reunião do conselho de administração a ser realizada após a conclusão do procedimento de bookbuilding. A Companhia não realizará procedimento de estabilização do preço das ações após a realização da oferta.